sexta-feira, 17 de abril de 2015

Livre

Apesar da exaustão deste período de enorme Stress, agora que passou sinto-me livre.... Agora sei que os fins de semana vão ter um significado especial e que o relógio só vai ser usado nas horas de trabalho fora de casa. Agora sinto que vou poder respirar. Fundo. Sentir o ar a entrar bem lá dentro e o oxigénio a subir bem lá em cima. Agora vou passar a ter uma vida normal, com muito trabalho mas pelo menos, quando estiver em casa, estarei a 100%! 

domingo, 5 de abril de 2015

Primeir vez a comer chocolate

Pela primeira vez, com 2 anos de vida, a pequena comeu algo declaradamente de chocolate. Uma bolacha (um "húngaro"). Primeiro demos-lhe só a parte sem chocolate, mas ela agarrou a outra parte e disse "posso comer mamã?" e eu, desta vez, acedi. Depois da primeira já queria agarrar-se a mais. Pressuponho que gostou...

Sono profundo

A pequena, às 10h15 ainda dorme!!! Pudera com a actividade de ontem não admira! Praia a manhã toda, depois sesta e depois parque das 17 às 20h, sempre a correr e aos saltos! Um autêntico sono de beleza. Aposto é como hoje não vai haver sesta para ninguém!!

Voltar à estaca zero

Aqui há uns anos eu mudei o meu estilo de vida radicalmente.
Foi após um verão a comer tudo o que me aparecia à frente, desabituada de realizar exercício físico, com um namorado (agora marido) que não estava muito importado com os quilinhos a mais. Olhei para uma foto minha desse verão e deu-me um baque. Pesei-me: 58kg. Para 1,54m. Era muito. Nunca tinha pesado tanto. O meu peso "normal" antes dessa fase andava à volta dos 51kg. Tinha engordado 7kg, aos poucos, sem me importar muito e sem dar realmente conta, não fosse o facto de ir comprando roupa sucessivamente maior. 

Como eu dizia, mudei completamente o meu estilo de vida. comecei a fazer exercício progressivamente, mudei a minha alimentação eliminando doces e fritos, e levando sempre um lanche saudável comigo para a faculdade. Cheguei aos 48kg sem "grande dificuldade". Após interiorizar aquele estilo de vida para mim era perfeitamente normal. E com 48kg sentia-me realmente bem. Sem gorduras penduradas, com uma forma física invejável e uma resistência de fazer corar qualquer pessoa. Mantive-me assim anos! A oscilar entre os 48-50kg, pouco preocupada com isso porque mantinha a minha vidinha saudável. 

Depois veio o trabalho intenso. Comecei a diminuir drasticamente a quantidade de exercício físico. Depois veio uma gravidez que não resultou. 3kg em cima, e muita tristeza. Depois vieram os tratamentos de fertilidade. Tudo isto junto fez com que deixasse de ter motivação e "tempo" para o exercício físico e começasse a cometer várias asneiras alimentares. Engravidei com 53kg. Estava bem. Não óptima. Principalmente porque eram 53kg sem fazer exercício físico. Ou seja com muito menos resistência. Depois da gravidez rapidamente ceguei aos 57kg e quando comecei a trabalhar fui novamente para os 53. A verdade é que com uma criança, com trabalho intenso e horários loucos, e muito muito sono a coisa começou a descambar. Nos últimos meses, por motivos profissionais tenho estado muito mais parada e com muito mais stress. Exercício praticamente nenhum. Comer: com o stress isto tem corrido muito mal e como tudo o que me oferecem. Os nossos pais também se "desleixaram" porque perceberam que nós voltamos a aceitar os múltiplos docinhos e comidas menos saudáveis e por isso abusam nos almoços de família no que colocam na mesa.

Resultado -> 57kg, cheia de pneus, péssima forma física. E as minhas artérias que devem estar a pedir um descanso de porcarias. Hoje é um péssimo dia para me lembrar disto, ou não fosse Páscoa. Mas o que é certo é que tenho de dar novamente volta à minha vida, antes que ela me dê a volta a mim. Mas não é fácil. Quando se tem horários complicados e uma filha pequena não é fácil.
quanto ao exercício vou fazer o que estiver ao meu alcance, mas relativamente à alimentação as coisas vão ter mudar drasticamente novamente. O problema é que nem sei por onde começar...

Domingo de Páscoa

Almoço combinado com a minha mãe e meus sogros. Os meus irmãos vão aos respectivos sogros, pelo que hoje somos só nós. Eu só penso que não posso perder muito tempo e tenho de me agarrar aos livros e computador. Tem de ser. Vamos ver como vou conciliar tudo. Ontem o dia não me correu nada bem. Não rendeu o que precisava, estava cheia de stress, e a pequenita começa a acusar o facto de estar menos comigo. Tudo coisas que me moem o coração... ai vida, a quanto obrigas...

E agora uma coisa que nada tem a ver com a Páscoa, mas que tem gerado algum stress cá em casa!
A pequena agora tem receio de defecar... uma das vezes teve as fezes mais duras e doeu-lhe. Agora sempre que tem de fazer outra vez chora e sangra no final. Provavelmente tem uma fissura. Já falei com a pediatra, e a ordem é dar muitos alimentos que amoleçam as fezes e acelerem o trânsito, coisa que nós já fazemos. O problema é mesmo a miúda que anda a prender as fezes o máximo que consegue porque tem medo... tem tanto medo que quando tem vontade começa logo a chorar e a dizer que não quer ir ao wc.. corta-nos o coração vê-la naquela desespero!
Já não sabemos muito bem o que fazer! Numa hora é capaz de pedir para fazer xixi 10 vezes até finlemnete conseguir fazer o seu cocó...

sábado, 4 de abril de 2015

Abdicar dela custa-me tanto...

Recebi mensagem do meu marido. Estão no parque e está-se muito bem. 

Eu estou com dificuldades de concentração mas tenho mesmo de fazer isto. Ah, que chatice! Custa-me não estar com ela ao fim de semana. Ainda por cima queria ir correr um pouco hoje ao final da tarde e acho que não vou conseguir abdicar de mais 30 minutos sem ela para fazer desporto. (Apesar de estar meeeesmo a precisar para aliviar o Stress). 

Quando os avós são uma verdadeira ajuda!

Ontem, depois de trabalhar o dia todo, combinamos ir jantar fora para relaxar. Perto de casa, rápido, e com a minha mãe também. Ela, que pensa sempre em nós, disse para irmos só os dois que precisávamos relaxar um pouco. Ela ficou com a pequena e deu-lhe de jantar. Foi mesmo bom irmos assim os 2 à noite! Demoramos 1h15, mas aproveitamos mesmo! Maravilha. Obrigada mãe! 

As coisas não se conseguem sem esforço

O dia está novamente fantástico! Eles foram para a praia, eu vim para a biblioteca trabalhar a ver se não me distraio muito e adianto serviço.  Se me sabia bem estar com eles? Sabia. Muito. Mas há prioridades, e esta é uma delas. Fazer um esforço, um último esforço, para chegar ao fim e dizer com orgulho que trabalhei para ter o que tenho. 

sexta-feira, 3 de abril de 2015

Que dia maravilhoso

E eu aqui enfiada a trabalhar....

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Daqui a duas semanas

Acaba este stress terrível em que ando... Uma fase da minha vida que termina, e uma, espero que melhor, se irá iniciar. Mais duas semanas do pior stress profissional que já passei. Estou exausta, mas preciso dar tudo nesta fase. O problema é conseguir trabalhar à noite em casa, como preciso. Todos os dias digo que o vou fazer e depois cedo ao cansaço.. Só faltam 2 semanas... Ainda faltam 2 semanas!

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Aprender a viver e aceitar a personalidade dos nossos filhos

A minha pequenita em casa é completamente eléctrica. Não pára um minuto. Fala, fala, canta, corre, brinca. Mas basta alguém com quem ela não tem tanta confiança estar por perto, que acabou. Falar nem pensar! Brincar ainda vai brincando, mas não abre a boca. Gostava que ela não ficasse tão inibida, e pelo menos connosco continuasse a falar. Mas o problema é que eu posso-lhe perguntar o que quiser que ela não responde ou apenas sussurra! E mesmo brincar nem sempre continua como estava. Por exemplo: foram uns primos lá a casa que têm uma criança da idade da minha. Ela brincou, mas mal abriu a boca a não ser para chamar o menino 2 ou 3 vezes. Falar com os adultos então, é para esquecer. Com a minha empregada foge dela a 7 pés! Eu, que sou bastante faladora, acho isto estranho. Tudo bem ser reservada, mas ela muda como da noite para o dia, e inicialmente nem da nossa beira sai. Gostaria que não ficasse tão "incomodada" com estranhos. Depois claro que ficam surpreendidos quando eu lhes digo que ela até fala muito e não pára quieta! Dizem-me sempre: "É tão sossegadinha".

segunda-feira, 30 de março de 2015

Parece que chegou a primavera!!

Eu de camisa sem mangas, ela vê-me e fica muito admirada:
Ela - oh mamã num tem roupa - enquanto passa a mão nos meus braços. A roupa num tem braços, mamã! 

Oh o que nós rimos! 
Depois coloquei-a só com a camisola interior dela que é sem manga e ela adorou estar igual a mim! 

domingo, 29 de março de 2015

Do dia de ontem

Eu cheia de trabalho e com uma festa de aniversário à qual não era possível faltar pelo meio. Para me concentrar fui para a biblioteca da cidade de manhã. Eu utilizo imenso a biblioteca e agora com a pequenita ainda mais, que ela se me vê em casa anda sempre a tentar "pescar-me". Então ela e o pai foram-me levar de caro e eu digo-lhe:
 - A mamã vai estudar um bocadinho e tu ficas com o pai, está bem?

Ela:
 - Está bem mamã. Até logo. Vou com o pai ao parque!

Pronto, é isto. Acho que posso ficar descansada que ela não vai ficar a pensar que a abandonei!

e depois do almoço de aniversário fiz o mesmo e ela a sorrir e dizer xau com a mão! E eu a pensar: Mas queres ver que a gaiata nem se importa de não estar com a mãe? Nós mães somos engraçadas. Vivemos angustiadas que eles sinto a nossa falta e quando parece que eles não estão nem aí, ficamos tristes porque eles não sentem a nossa falta! 

Obrigada minha filhota!

Esta noite, a minha filha, dormiu toda a noite na sua caminha. Acordou às 7h (da hora nova) a pedir leitinho. Dei-lhe leite, deitei-a na nossa cama com o pai e vim trabalhar para a sala. Obrigada filha. Há quase 2 meses que não dormíamos 6 horas seguidas... senti mesmo que tive um sono reparador, e a falta que isso me fazia!

Bom domingo, por aqui temos muito que trabalhar!

sábado, 28 de março de 2015

Aliviar o stress

Há uns dias voltei ao hábito de ler antes de adormecer, e tem sido uma opção fantástica. Ando muito mais calma e durmo muito melhor! Já acordei e já estou agarrada aos papéis porque hoje à tarde há festa e tenho de compensar!

Balanço do desfralde: 2 xixis fora do sítio por estar na brincadeira... Faz parte! Já dorme a sesta sem fralda e sem acidentes!!

sexta-feira, 27 de março de 2015

Se o stress ajudasse a emagrecer

Eu pesava menos de 40kg...

 Nem sei que vos diga...

quarta-feira, 25 de março de 2015

Crianças felizes - leitura do momento

Chegou a encomenda e eu tive de começar a ler! 


segunda-feira, 23 de março de 2015

Modas!

Liga-me a minha empregada, que é super mega eficiente (mesmo, mesmo!!!):
 - Tem qui umas calças com um rasgão, quer que coloque um remendinho?

Não fosse o modelo das calças ser mesmo assim e eu até agradecia!

Desenvolvimento da criança e autonomia

 - Desde sábado passado apenas um acidente molhado! De resto tudo ok, e a pedir para fazer as suas necessidades e aguenta até ao wc. 
Portanto -> desfralde aos 2 anos! Bem bom!

 - Já se calça sozinha! Por vezes demora um pouco, mas consegue. 5*

 - Veste as cuecas sozinha. É de rir ve-la a tentar acertar com o pé na entrada das cuecas. Mas pronto, a verdade que consegue! 

- Já sobe as calças depois de fazer as suas necessidades. Não consegue sempre subi-las integralmente, mas não falta muito. 
 
 - Já usa o "quero" e "queres" de forma correcta. Os tempos verbais estão definitivamente e encarreirar. "Queres pão mamã, queres?". Uma fofa!

 - Cada vez acorda mais cedo a meio da noite para vir para a nossa cama. Isto está muito mal e nós, com o cansaço, não estamos a ser capazes de resolver esta situação. Daqui a 1 mês, vou andar mais relaxada e vou investir nesta situação.

- Continua a comer bem, apesar de a sopa, em casa,  ser um castigo! e ela vê os pais a comer... nem assim... 

domingo, 22 de março de 2015

É domingo e eu tenho muito sono!

Já passei de manhã, já almocei e descansei depois do almoço. E agora, já somando 4 cafés, continua a cair-me a cabeça em cima dos papéis... Estou em modo desespero... 

sexta-feira, 20 de março de 2015

Que Stress!!

Estou numa fase de muitíssimo Stress profissional. Muito mesmo. São mais 3 semanas a bombar a toda a velocidade. 3 semanas sem respirar, em tensão permanente. 3 semanas que vão decidir algumas coisas na minha vida. 
Preciso respirar fundo algumas vezes e ganhar força para o fim da empreitada!!

quinta-feira, 19 de março de 2015

Desfralde report

Ontem teve um "acidente" molhado na escola. Faz parte. Foi o primeiro desde sábado. Entretanto esta noite acordou para fazer xixi... E eu precisava tanto decreto dormido bem...

Dia do pai

O meu pai morreu há 2 anos. 3 semanas depois de eu ter sido mãe... Na altura não consegui sentir a dor em pleno, tudo era confuso, haviam outras prioridades. Mas agora, em cada dia de festa, procuro o prato dele à mesa e lembro-me dos beijinhos que sempre queria. Não foi o melhor pai do mundo, mas foi o meu pai. Na mesma altura fiquei sem pai e criou-se um pai cá em casa. É muito estranho viver sentimentos tão fortes e contraditórios seguidos. É difícil gerir dentro de nós a tristeza por um e a alegria por outro. 

Hoje mando um beijinho ao meu pai do céu, e dou um beijinho ao pai cá de casa! Estão os 2 de parabéns! 

quarta-feira, 18 de março de 2015

Estou mesmo tramadinha

Mensagem da minha mãe (envia-me uma msg todos os dias quando a minha filha já está em casa dela):
 - Já chegou e está bem. Perguntou pela mamã e papá. E porquê e porquê....

Começa cedo com curiosidades!!

Idade dos porquê(s), já??

Ela tem 2 anos. 2 anos! Não são 4 nem 5! 2 anos, e anda há 2 dias a perguntar "porquê?" como se fosse a única palavra que conhece! 2 dias e eu já estou  ficar cansada.... definitivamente "worst mom ever"! 
E já agora, pessoas com filhos e que entendem destas coisas, não é um pouco cedo?? 
Provavelmente vai-lhe passar e depois volta à carga mais tarde?

terça-feira, 17 de março de 2015

Desfraldar é fixe! ;)

Até hoje ainda ia de fralda na viagem de carro até à escola de forma a não haver acidentes pelo caminho. Mas hoje, bebeu o leitinho, depois pediu para fazer o seu xixi, vesti-a, e disse-lhe:
- queres fralda ou cueca para a viagem até à escola?
- cueca cô di roja

E pronto. Cueca colocada. Antes de sairmos ainda lhe disse:
- queres fazer xixi? Vamos para o carro e depois só na escola.
- não mamã. Num tem xixi.

E correu bem, pelo menos hoje! 

segunda-feira, 16 de março de 2015

O desfralde já era minha gente!

Ora a minha filha, após uns 2 ou 3 xixis bem feitos pelas pernas abaixo no sábado, achou que já chegava de tanta humidade e de andarem sempre a colocá-la no pote sem ela querer. Passou então a PEDIR para urinar quando tem vontade!!!! É brilhante!! 4 dias de desfralde e a coisa está feita. Domingo não falhou nenhuma e, sempre que eu a queria levar à força ao wc por já passar muito tempo da última vez, ela dizia:
- não mamã! A S. Não tem xixi! 

Depois, quando teve vontade pediu e aguentou até ao wc, até tirar calça, cueca e sentar-se! No fim pediu papel e bateu palmas!!!! Yheeeaaaaaaaaa!!!!

Hoje de noite também acordou e pediu xixi, e leite, mas eu já não fiquei assim muito feliz... Mais um motivo para acordar de noite!!! Ia explicar-lhe que estava de fralda e podia fazer xixi à vontadinha, mas pareceu-me que não seria uma boa ideia! 

domingo, 15 de março de 2015

Liebster award – Discover new blogs

Fui nomeada pela autora do blogue ViddasDaNossaVida para os Liebster Award. Não costumo aceitar estes desafios mas gosto muito deste blog que me nomeou, e assim sempre dou a conhecer um pouco mais de mim. O desafio inicial falava em nomear 11 blogues mas, tal como quem me nomeou, vou nomear só 5.


O desafio pede para revelar 11 factos sobre nós. Aqui vai:

  1. Costumava fazer desporto 4 a 5x por semana durante pelo menos 1h30. Bons tempos...
  2. Já tive menos 6 kg que tenho agora, mas também já tive mais 5! E não, não foi durante a gravidez. 
  3. Quero, claramente, retomar alguma rotina desportiva. Preciso disso como de água para viver.
  4. Adoro ler, apesar de ultimamente raramente pegar num livro.
  5. Demorei 2 anos a engravidar da minha filha.
  6. Gostava muito de ter pelo menos mais um filho mas tenho receio que isso nunca venha a acontecer, e gostava de não pensar nisso com a frequência com que penso!
  7. O meu programa preferido é dar uma caminhada à beira mar, seguida de um suminho de laranja natural numa esplanada perto de casa
  8. Cada vez gosto menos de shoppings, principalmente ao fim de semana
  9. Tenho o cabelo cada mais encaracolado, e adoro! 
  10. Eu e o meu marido namoramos quase há 15 anos e adoro ter uma relação longa e saudável.
  11. Sou doidinha por gelados e sobremesas frias. 
E responder às perguntas de quem me nomeou:

1. Como surgiu a ideia e o nome do blog?
O blog surgiu na pior altura da minha vida, como suporte emocional, como um diário da minha infertilidade e de todos os obstáculos que fui ultrapassando para chegar a bom porto com os neurónios no sítio.
 2. O que significa para ti o teu blog? Que importância tem na tua vida?
Hoje é um diário da minha maternidade, da minha vida enquanto mulher, esposa, mãe e trabalhadora a tempo mais que inteiro. É, com frequência, o meu escape.
3. Qual foi o livro que mais gostaste de ler até hoje?
Esta é difícil. Não foi o que mais gostei, mas o que mais me marcou. Ensaio sobre a cegueira. Nunca mais vou esquecer tudo o que aquele livro me fez sentir.
4. Qual foi, até hoje, a viagem da tua vida? 
Outra difícil! Sou aficionada por viajar, apesar de actualmente estes projectos estarem em stand by. Fiquei fã do México, mas a viagem que mais me marcou foi a Paris. 2 meses depois de ter tido uma gravidez ectópica. Serviu-me de oxigénio para ultrapassar aquele momento tão complicado. Foi lindo, e é dos sítios onde fui que hei-de voltar quando puder.
5. O teu maior desejo para este ano?
Quem sabe uma nova gravidez. Que Deus e o meu corpo assim o permita.

Blogs que nomeio:
  1. tresquartosdetudo
  2. ver-de-água
  3. meurefugio 
  4. eutuegemeos
  5. ummundoatres
Perguntas para quem nomeei, as mesmas que me fizeram porque acho que fazem todo o sentido!
1 .Como surgiu a ideia e nome do blog
2. O que significa para ti o teu blog? Que importância tem na tua vida?
3. Qual foi o livro que mais gostaste de ler até hoje?
4. Qual foi, até hoje, a viagem da tua vida? 
5. O teu maior desejo para este ano?

sábado, 14 de março de 2015

Coisas que me revolvem as entranhas!

Há pessoas que não só acham que têm sempre razão como não conseguem conceber que alguém tenha uma opinião diferente. Não são capazes de trocar ideias com alguém que tem um ponto de vista diferente sem tentar converter a outra pessoa à sua opinião. E utilizam frases como "não achas óbvio que...", "não achas?", sempre à procura de uma certa validação externa da sua opinião. E quando alguém mostra que não concorda levam isso quase como uma afronta, sendo incapazes de não fazer daquilo uma discussão, quando é uma tão simples troca de pontos de vista diferentes. Incapazes de perceber que há espaço para opiniões diferentes, igualmente válidas, sobre um mesmo assunto. Que não há verdades absolutas! Incapazes de chegar ao fim e dizer "fica com a tua, que eu fico com a minha, amigos como antes", mas ainda ao despedirem-se lançam um novo "mas" para nos "chamar à razão". 

quinta-feira, 12 de março de 2015

Privação de sono

É uma cena lixada...