domingo, 29 de março de 2015

Do dia de ontem

Eu cheia de trabalho e com uma festa de aniversário à qual não era possível faltar pelo meio. Para me concentrar fui para a biblioteca da cidade de manhã. Eu utilizo imenso a biblioteca e agora com a pequenita ainda mais, que ela se me vê em casa anda sempre a tentar "pescar-me". Então ela e o pai foram-me levar de caro e eu digo-lhe:
 - A mamã vai estudar um bocadinho e tu ficas com o pai, está bem?

Ela:
 - Está bem mamã. Até logo. Vou com o pai ao parque!

Pronto, é isto. Acho que posso ficar descansada que ela não vai ficar a pensar que a abandonei!

e depois do almoço de aniversário fiz o mesmo e ela a sorrir e dizer xau com a mão! E eu a pensar: Mas queres ver que a gaiata nem se importa de não estar com a mãe? Nós mães somos engraçadas. Vivemos angustiadas que eles sinto a nossa falta e quando parece que eles não estão nem aí, ficamos tristes porque eles não sentem a nossa falta! 

Obrigada minha filhota!

Esta noite, a minha filha, dormiu toda a noite na sua caminha. Acordou às 7h (da hora nova) a pedir leitinho. Dei-lhe leite, deitei-a na nossa cama com o pai e vim trabalhar para a sala. Obrigada filha. Há quase 2 meses que não dormíamos 6 horas seguidas... senti mesmo que tive um sono reparador, e a falta que isso me fazia!

Bom domingo, por aqui temos muito que trabalhar!

sábado, 28 de março de 2015

Aliviar o stress

Há uns dias voltei ao hábito de ler antes de adormecer, e tem sido uma opção fantástica. Ando muito mais calma e durmo muito melhor! Já acordei e já estou agarrada aos papéis porque hoje à tarde há festa e tenho de compensar!

Balanço do desfralde: 2 xixis fora do sítio por estar na brincadeira... Faz parte! Já dorme a sesta sem fralda e sem acidentes!!

sexta-feira, 27 de março de 2015

Se o stress ajudasse a emagrecer

Eu pesava menos de 40kg...

 Nem sei que vos diga...

quarta-feira, 25 de março de 2015

Crianças felizes - leitura do momento

Chegou a encomenda e eu tive de começar a ler! 


segunda-feira, 23 de março de 2015

Modas!

Liga-me a minha empregada, que é super mega eficiente (mesmo, mesmo!!!):
 - Tem qui umas calças com um rasgão, quer que coloque um remendinho?

Não fosse o modelo das calças ser mesmo assim e eu até agradecia!

Desenvolvimento da criança e autonomia

 - Desde sábado passado apenas um acidente molhado! De resto tudo ok, e a pedir para fazer as suas necessidades e aguenta até ao wc. 
Portanto -> desfralde aos 2 anos! Bem bom!

 - Já se calça sozinha! Por vezes demora um pouco, mas consegue. 5*

 - Veste as cuecas sozinha. É de rir ve-la a tentar acertar com o pé na entrada das cuecas. Mas pronto, a verdade que consegue! 

- Já sobe as calças depois de fazer as suas necessidades. Não consegue sempre subi-las integralmente, mas não falta muito. 
 
 - Já usa o "quero" e "queres" de forma correcta. Os tempos verbais estão definitivamente e encarreirar. "Queres pão mamã, queres?". Uma fofa!

 - Cada vez acorda mais cedo a meio da noite para vir para a nossa cama. Isto está muito mal e nós, com o cansaço, não estamos a ser capazes de resolver esta situação. Daqui a 1 mês, vou andar mais relaxada e vou investir nesta situação.

- Continua a comer bem, apesar de a sopa, em casa,  ser um castigo! e ela vê os pais a comer... nem assim... 

domingo, 22 de março de 2015

É domingo e eu tenho muito sono!

Já passei de manhã, já almocei e descansei depois do almoço. E agora, já somando 4 cafés, continua a cair-me a cabeça em cima dos papéis... Estou em modo desespero... 

sexta-feira, 20 de março de 2015

Que Stress!!

Estou numa fase de muitíssimo Stress profissional. Muito mesmo. São mais 3 semanas a bombar a toda a velocidade. 3 semanas sem respirar, em tensão permanente. 3 semanas que vão decidir algumas coisas na minha vida. 
Preciso respirar fundo algumas vezes e ganhar força para o fim da empreitada!!

quinta-feira, 19 de março de 2015

Desfralde report

Ontem teve um "acidente" molhado na escola. Faz parte. Foi o primeiro desde sábado. Entretanto esta noite acordou para fazer xixi... E eu precisava tanto decreto dormido bem...

Dia do pai

O meu pai morreu há 2 anos. 3 semanas depois de eu ter sido mãe... Na altura não consegui sentir a dor em pleno, tudo era confuso, haviam outras prioridades. Mas agora, em cada dia de festa, procuro o prato dele à mesa e lembro-me dos beijinhos que sempre queria. Não foi o melhor pai do mundo, mas foi o meu pai. Na mesma altura fiquei sem pai e criou-se um pai cá em casa. É muito estranho viver sentimentos tão fortes e contraditórios seguidos. É difícil gerir dentro de nós a tristeza por um e a alegria por outro. 

Hoje mando um beijinho ao meu pai do céu, e dou um beijinho ao pai cá de casa! Estão os 2 de parabéns! 

quarta-feira, 18 de março de 2015

Estou mesmo tramadinha

Mensagem da minha mãe (envia-me uma msg todos os dias quando a minha filha já está em casa dela):
 - Já chegou e está bem. Perguntou pela mamã e papá. E porquê e porquê....

Começa cedo com curiosidades!!

Idade dos porquê(s), já??

Ela tem 2 anos. 2 anos! Não são 4 nem 5! 2 anos, e anda há 2 dias a perguntar "porquê?" como se fosse a única palavra que conhece! 2 dias e eu já estou  ficar cansada.... definitivamente "worst mom ever"! 
E já agora, pessoas com filhos e que entendem destas coisas, não é um pouco cedo?? 
Provavelmente vai-lhe passar e depois volta à carga mais tarde?

terça-feira, 17 de março de 2015

Desfraldar é fixe! ;)

Até hoje ainda ia de fralda na viagem de carro até à escola de forma a não haver acidentes pelo caminho. Mas hoje, bebeu o leitinho, depois pediu para fazer o seu xixi, vesti-a, e disse-lhe:
- queres fralda ou cueca para a viagem até à escola?
- cueca cô di roja

E pronto. Cueca colocada. Antes de sairmos ainda lhe disse:
- queres fazer xixi? Vamos para o carro e depois só na escola.
- não mamã. Num tem xixi.

E correu bem, pelo menos hoje! 

segunda-feira, 16 de março de 2015

O desfralde já era minha gente!

Ora a minha filha, após uns 2 ou 3 xixis bem feitos pelas pernas abaixo no sábado, achou que já chegava de tanta humidade e de andarem sempre a colocá-la no pote sem ela querer. Passou então a PEDIR para urinar quando tem vontade!!!! É brilhante!! 4 dias de desfralde e a coisa está feita. Domingo não falhou nenhuma e, sempre que eu a queria levar à força ao wc por já passar muito tempo da última vez, ela dizia:
- não mamã! A S. Não tem xixi! 

Depois, quando teve vontade pediu e aguentou até ao wc, até tirar calça, cueca e sentar-se! No fim pediu papel e bateu palmas!!!! Yheeeaaaaaaaaa!!!!

Hoje de noite também acordou e pediu xixi, e leite, mas eu já não fiquei assim muito feliz... Mais um motivo para acordar de noite!!! Ia explicar-lhe que estava de fralda e podia fazer xixi à vontadinha, mas pareceu-me que não seria uma boa ideia! 

domingo, 15 de março de 2015

Liebster award – Discover new blogs

Fui nomeada pela autora do blogue ViddasDaNossaVida para os Liebster Award. Não costumo aceitar estes desafios mas gosto muito deste blog que me nomeou, e assim sempre dou a conhecer um pouco mais de mim. O desafio inicial falava em nomear 11 blogues mas, tal como quem me nomeou, vou nomear só 5.


O desafio pede para revelar 11 factos sobre nós. Aqui vai:

  1. Costumava fazer desporto 4 a 5x por semana durante pelo menos 1h30. Bons tempos...
  2. Já tive menos 6 kg que tenho agora, mas também já tive mais 5! E não, não foi durante a gravidez. 
  3. Quero, claramente, retomar alguma rotina desportiva. Preciso disso como de água para viver.
  4. Adoro ler, apesar de ultimamente raramente pegar num livro.
  5. Demorei 2 anos a engravidar da minha filha.
  6. Gostava muito de ter pelo menos mais um filho mas tenho receio que isso nunca venha a acontecer, e gostava de não pensar nisso com a frequência com que penso!
  7. O meu programa preferido é dar uma caminhada à beira mar, seguida de um suminho de laranja natural numa esplanada perto de casa
  8. Cada vez gosto menos de shoppings, principalmente ao fim de semana
  9. Tenho o cabelo cada mais encaracolado, e adoro! 
  10. Eu e o meu marido namoramos quase há 15 anos e adoro ter uma relação longa e saudável.
  11. Sou doidinha por gelados e sobremesas frias. 
E responder às perguntas de quem me nomeou:

1. Como surgiu a ideia e o nome do blog?
O blog surgiu na pior altura da minha vida, como suporte emocional, como um diário da minha infertilidade e de todos os obstáculos que fui ultrapassando para chegar a bom porto com os neurónios no sítio.
 2. O que significa para ti o teu blog? Que importância tem na tua vida?
Hoje é um diário da minha maternidade, da minha vida enquanto mulher, esposa, mãe e trabalhadora a tempo mais que inteiro. É, com frequência, o meu escape.
3. Qual foi o livro que mais gostaste de ler até hoje?
Esta é difícil. Não foi o que mais gostei, mas o que mais me marcou. Ensaio sobre a cegueira. Nunca mais vou esquecer tudo o que aquele livro me fez sentir.
4. Qual foi, até hoje, a viagem da tua vida? 
Outra difícil! Sou aficionada por viajar, apesar de actualmente estes projectos estarem em stand by. Fiquei fã do México, mas a viagem que mais me marcou foi a Paris. 2 meses depois de ter tido uma gravidez ectópica. Serviu-me de oxigénio para ultrapassar aquele momento tão complicado. Foi lindo, e é dos sítios onde fui que hei-de voltar quando puder.
5. O teu maior desejo para este ano?
Quem sabe uma nova gravidez. Que Deus e o meu corpo assim o permita.

Blogs que nomeio:
  1. tresquartosdetudo
  2. ver-de-água
  3. meurefugio 
  4. eutuegemeos
  5. ummundoatres
Perguntas para quem nomeei, as mesmas que me fizeram porque acho que fazem todo o sentido!
1 .Como surgiu a ideia e nome do blog
2. O que significa para ti o teu blog? Que importância tem na tua vida?
3. Qual foi o livro que mais gostaste de ler até hoje?
4. Qual foi, até hoje, a viagem da tua vida? 
5. O teu maior desejo para este ano?

sábado, 14 de março de 2015

Coisas que me revolvem as entranhas!

Há pessoas que não só acham que têm sempre razão como não conseguem conceber que alguém tenha uma opinião diferente. Não são capazes de trocar ideias com alguém que tem um ponto de vista diferente sem tentar converter a outra pessoa à sua opinião. E utilizam frases como "não achas óbvio que...", "não achas?", sempre à procura de uma certa validação externa da sua opinião. E quando alguém mostra que não concorda levam isso quase como uma afronta, sendo incapazes de não fazer daquilo uma discussão, quando é uma tão simples troca de pontos de vista diferentes. Incapazes de perceber que há espaço para opiniões diferentes, igualmente válidas, sobre um mesmo assunto. Que não há verdades absolutas! Incapazes de chegar ao fim e dizer "fica com a tua, que eu fico com a minha, amigos como antes", mas ainda ao despedirem-se lançam um novo "mas" para nos "chamar à razão". 

quinta-feira, 12 de março de 2015

Privação de sono

É uma cena lixada...

quarta-feira, 11 de março de 2015

1o dia desfralde

Na escola - 1 cocó no sítio certo, um acidente molhado. Restantes xixis no sítio certo.
Em casa da minha mãe - 2 acidentes molhados, nenhum xixi no sítio certo. 

Primeiro dia, já está. 
Sim, já está de fralda porque já está com a última muda de roupa que vinha na mochila da escola!!

Em missão!

Da escola mandaram um aviso "papás, está na hora de iniciar o desfralde". Medo, muito medo... Andávamos há uns tempos a negar o óbvio depois de alguns xixis e cocós feitos na sanita a pedido da pequena... Preciso de força que não sei se aguento agora está empreitada! 

terça-feira, 10 de março de 2015

Esta coisa de querer mais filhos...

Sempre que a minha menstruação atrasa (basicamente todos os meses) dou por mim a pensar que seria bom, assim sem esforço e "sem querer", engravidar... poupava pelo menos 2 anos de tentativas (e frustrações) que provavelmente nos espera quando decidirmos avançar para o próximo filho... 

A sério...

Uma pessoa está quase a trocar de casa. Tem a casa actual à venda. Uma pessoa faz um esforço de manter a casa sempre impecável em termos de conservação e, nas vésperas de mudar e eventualmente vender esta casa (será que é assim tão difícil???), tem de fazer um arranjo de quase 2000€. Isso juntando a todas as outras despesas da casa nova. Uma pessoa só tem vontade de chorar.

segunda-feira, 9 de março de 2015

Já a sabe toda!

Chego a casa às 21h e a pequena vem-me receber à porta toda feliz. Dou-lhe um abraço, e reparo que está a comer pão. 
Eu - que estás a comer?
Ela - pão! 
Eu - quem te deu pão depois do jantar? 
Ela - o papá. 

Faz uma pausa, fica a olhar para mim e depois vira-se para o pai e exclama:

- malandreco, papá!!!

domingo, 8 de março de 2015

Piada seca, ou não!

Eu (a meter-me com ele): viste, a D. Catarina (amiga da minha sogra) disse que tens uma esposa muito bonita!!

Ele: a D. Catarina? Qual? Aquela que vai ser operada aos olhos??

Enfim... Ficamos os dois a rir às gargalhadas!! 

quinta-feira, 5 de março de 2015

Mudanças

A minha vida vai-se alterar substancialmente a partir do meio de Abril. Mudança de casa, alterações no emprego (quem sabe mudança de emprego)... isto gera bastante ansiedade, principalmente porque até lá tenho muito a provar. Muito trabalho de casa para fazer, muito pouco tempo livre para tratar das coisas da casa nova, e muita falta de energia também. Preciso de força, de pensar que tudo vai correr bem. Sou uma pessoa optimista por natureza, de ver o copo meio (ou completamente) cheio. Mas há dias que até os optimistas sentem apreensão, receio pelo desconhecido, por todas as novas aventuras e ao mesmo tempo uma ansiedade e desejo pelo que de novo estará para vir. Essencialmente quero manter-me feliz, mas com o espírito mais tranquilo. ainda bem que tenho a família que tenho para me apoiar quando vacilo...

quarta-feira, 4 de março de 2015

Ida à Pediatra

Pois que há boas e más notícias. Consulta dos 2 aninhos. Está muito desenvolvida, sim senhora, um espetáculo! Portou-se como uma menina grande, não chorou, teve algum receio, mas deixou fazer tudo com a mamã ao lado. Sinal que valeu de muito a conversa que fomos a ter pelo caminho acerca da ida à médica:
 - vamos à Sra. Doutora. A Sra. Doutora é amiga, assim como a doutora brinquedos! Vai ver as pernas e os ouvidos e os dentinhos, e não magoa, porque é amiga e só quer ajudar. 

Este foi o meu discurso, e ajudou. Sem dúvida. Ela só dizia: a Doutora é amiga, como a doutora brinquedos. Pelo que claramente percebeu a mensagem e isso notou-se ainda mais durante a consulta! 

A médica, cansada dos berros do dia (e que gritaria para lá ía), adorou ter uma consulta descansada e disse que eu tinha trocado a filha. Sim, a minha filha sempre deitou o consultório abaixo durante as consultas! E foi fantástico conseguir conversar com a médica sem ser no meio de choro. 

Aqui em casa temos uma regra: nunca se assusta a criança com nada. Falamos sempre sobre a realidade. Isto é: não há bicho papão, não há aquela coisa de dizer:"faz isto ou vem o policia!, faz isto ou levas uma pica, faz isto ou vais à médica, etc. Acho que estas frases não fazem sentido nenhum e só fazem as crianças ganhar medos infundados, e a ter medo de pessoas que só querem ajudar! E explicamos, sempre, o que se vai fazer. Vai à vacina? Explica-se (já a caminho do sítio, não é preciso stressar com dias de antecedência) que vai levar uma pica, que dói um bocadinho mas passa logo e que é para o bem dela.

Bom, mas dizia eu: boas e más noticias:

 - Percentil 50 de altura e peso, very nice! 12kg, 85cm de altura. Já se pesou na balança dos grandes e mediu em pé!!! Ficou toda feliz!

 - Desenvolvimento psicomotor-> fantástico.

 - União dos pequenos lábios -> ainda unidos, continuar a colocar creme para eles se separarem.

- Dentes-> todos a nascer ao mesmo tempo = a irritação global. Faz parte, assobiar para o ar e esperar que passe.

 - Ouvidos->  com otite média crónica feia, que poderá ter de ser operada em 1 ano se não melhorar -> granda porcaria! Provável causa de muita da irritação da cachopa. Gotas nos ouvidos, aerius diário (que vai ser para manterrrrrrrr)

 - Dormir mal -> nada bem este assunto. Dificuldade em adormecer poderá ser dos ouvidos, mas o mais provável é ser mesmo dela (uma vez que tem sido quase sempre assim). Deu umas gotas para lhe dar à noite que induzem o sono para o organismo aprender que aquela hora é hora de ir dormir. Para já não vamos dar. Vamos tentar que melhore dos ouvidos, deixar acabar de nascer os dentitos e, se não melhorar, atacamos com as gotas. Vários acordares nocturnos -> em provável relação com os ouvidos ou com terrores nocturnos característicos desta idade. Ter alguma paciência nesta fase. Tratar os ouvidos e rezar para que melhore. E muito café.... para os pais!

 - Consulta de oftalmologia marcada para rastreio.

 - Desfralde a tentar com o tempo bom (ela já pede várias vezes e quando assim é nós colocamos na sanita.)

 - Mudança de casa -> atenção que ela vai voltar a dormir pior (porra!!!!). Manter primeiro a cama de grades e mudá-la para a grande depois de já estar há algum tempo na casa nova.

E pronto, é isto!
Para a semana vamos novamente à médica ver os ouvidos e ver se é necessário antibiótico oral. 

++

terça-feira, 3 de março de 2015

A minha terrible two tagarela...

E não é que a minha tagarela agora usa os plurais e outras palavras inesperadas? No domingo estávamos as duas a brincar e simulamos uma queda conjunta, com abraços e miminhos em série e exclama ela: "caímos mamã!". 

Começa a usar também o "ele" e "ela", mas continua a referir-se a si própria, a maior parte das vezes, pelo seu nome próprio e não por "eu". 

Ao ver-me trabalhar este fim de semana, sentada no escritório, disse ao pai: "sai daí papá, a mamã está a trabalhar!"

Enfim... tanto de coisas giras como de dores de cabeça!

Terrible two is in the house

É o desespero. Nunca pensei. Parece que um interruptor se ligou na cabeça da minha filha e disse: tenho 2 anos, está na hora de deitar a casa abaixo.

 Isto não anda nada fácil por aqui, principalmente de manhã! Hoje foi uma manhã terrífica. Choro, e choro, e tentar bater nos pais, e não querer despir o pijama, nem vestir  roupa da escola, nem nada! Enfim. 

E como reagir a isto? 

Nós bem tentamos fazer tudo calmamente, tentando explicar que tem de ser, e distraindo ao mesmo tempo com qualquer conversa (sem recurso à tecnologia de preferência), mas hoje a coisa estava de tal maneira que nada resultava. Acabou comigo a sentá-la no cadeirão dela, eu furiosa e a dizer-lhe para pensar nas asneiras que estava a fazer e de como tudo seria mais fácil se nos calmássemos todos e ela colaborasse. Entretanto acabei de a vestir, com ela a ameaçar sair do cadeirão, e eu a dizer-lhe que não, não podia ser. Tinha de se vestir e tinha-se portado mal, queria-a ali sentadinha para acabar de a vestir. Soluçava enquanto eu a vestia, mas ficou lá sentada, mais ou menos quieta. Quando acabei de lhe vestir as camisolas veio-se enroscar em mim e dar miminhos. Retribuí, obviamente. Deixou-se pentear e lavar a cara sem dramas. Depois novo drama para sair de casa porque queria ficar a brincar com as coisas dela... 

Ai, só digo que já comecei o dia completamente exausta. Pior que ter feito uma maratona!

E ela ainda só fez 2 anos agora... e como se lida com isto? Será que dar a volta ao assunto é sempre a opção correcta? Muitas vezes assim vou conseguindo uma maior colaboração, mas também é preciso ela perceber o que está fazer errado. Acho que é importante a criança perceber que nem sempre pode fazer o que quer, e ensiná-la a saber lidar com a frustração de ser contrariada. Isto de ser mãe/pai é muito complicada, em segundos temos de decidir qual é a melhor atitude. E eu estou cansada e tenho receio de fazer as coisas de forma impulsiva e de forma menos correcta...

segunda-feira, 2 de março de 2015

Doidas das galinhas ou ai os meus "nerves" que ficam doidos!

Ou da minha filha, melhor dizendo! Anda tão birrenta.... estes últimos dias foram uma miséria de birras! Até para comer! Agora nunca tem fome... mas nem do que gosta. Simplesmente não quer comer. Acabou sempre por comer alguma coisa, claro, mas para uma miúda que comia tudo pela mão dela sem queixas, está muito diferente! 
E está sempre a levantar a mão... e isto é que me dá a volta ao estômago porque nós somos adultos e não podemos reagir por instinto fazendo o mesmo que eles. Mas então como agir? Já lhe expliquei que não deve fazer aquilo que magoa, e deixa as pessoas tristes, e ela diz que sim e dá miminho e passado um pouco, mal é contrariada, lá está ela a "sacudir o pó". Ontem até usei a técnica de a pôr a pensar. Mas a minha voz estava claramente agressiva e sem paciência, e eu mais bruta porque aquilo me enerva até às minhas entranhas mais profundas. Detesto esta coisa de andarem sempre de mão no ar, e não quero ser uma mãe tirana e quero estabelecer limites de forma positiva, mas está a ser difícil! E eu ainda há dias a escrever tão bem da pequenita.... Esta coisa da parentalidade positiva tem muito que se lhe diga, porque acho que estou a ter dificuldades em que ela entenda os limites sem eu ser mais "agressiva" na minha postura ou nas palavras e sem gritar... e depois uma pessoa anda cansada e a última coisa que lhe apetece é comprar uma briga com os pequenos... 

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

2 anos!

Sou mãe há 2 anos. 2 anos de amor, de coisas novas todos os dias, de muitas alegrias (e preocupações, pois está claro!). 

Com 2 anos a minha pequenina está a ficar uma menina, a dar respostas de criança e não de bebé, e a demonstrar cada vez mais a sua personalidade! Aproveito esta altura par fazer um mini resumo das suas evoluções, porque do que sentimos todos nós sabemos: amor e mais amor que parece que não cabe no nosso peito e que cresce e cresce a cada dia que passa!

 - É uma tagarela de primeira. Fala imenso e fala relativamente bem para idade. Faz-se entender lindamente. Usa apropriadamente as palavras e as respostas (deixando-nos muitas vezes a nós sem palavras!). Faz frases loooongas, e está sempre a utilizar palavras novas todos os dias.
Diz se faz favor espontaneamente e obrigada quando a chamamos a atenção para tal.

 - Continua a não achar piada nenhuma a estranhos adultos, pincipalmente quando está com os pais.

 - Já conta até 12. Não é saber os números, é mesmo contar. Se tem 3 bonecos conta 3 bonecos, conta os dedos da mão, etc. De vez em quando, obviamente, conta 2 vezes o mesmo objecto. Já reconhece alguns números. 

 - Reconhece a letra do nome dela e do primo, e as dos pais. 

 - Nos desenhos já tenta imitar o que fazemos: um sol, um escadote, uma árvore. De resto riscos e risquinhos e traços redondos, e já tenta pintar dentro das bordas do desenho, apesar de não o conseguir fazer.

 - Conhece as seguintes cores: branco, preto, azul, vermelho, verde, rosa, roxo e laranja.

 - Adora dispositivos electrónicos e temos de estar sempre a fazer desaparece-los das vistas dela! E gosta deles porque gosta de ver as músicas da cana, ou um bocadinho do ruca. 
Já vê um bocadinho de tv, mas o tempo de concentração é inferior a 5 minutos em frente À televisão parada a olhar!

 - Gosta muito de puzzles e já faz de 9 peças sozinha. 

 - Adora legos e os bonequinhos dos legos para brincar! Demos-lhe um comboio da lego no aniversário e adorou!

 - Brinca ao faz de conta com as bonecas: que vai à escola, que dá de comer, passear, etc. 

 - Gosta muito de histórias, apesar de nem sempre querer ficar sentada a ouvir/ver os livros, e começou há umas semanas a contar ela a história. A verdade é que diz o que nós lhe contamos, sendo que às vezes mistura a história de 2 livros diferentes. Nota-se portanto que presta atenção e retém, mesmo quando nós achamos que não.

 - Não é daqueles meninas que quer tudo rosa ou quer escolher a roupa (apesar de eu achar que com esta idade também não é suposto, mas como já vi casos assim...), e basicamente veste o que nós escolhemos. Não liga grande coisa a carteiras ou coisinhas de menina como colares, pulseiras etc. Gosta dos laços e bandoletes, e por vezes pede para lhe fazer um totó ou trança.

 - Adora o banho, e adora dançar e rir e andar às voltas até ficar tonta, aquela tonta! 

 - é muito meirinha, mas começa a querer mostrar geniozinho. Faz birras. Muitas birras por tudo e por nada. Mas sei que no panorama geral desta idade, não é muito má. Mas para mim: são birras a mais!
Ah, e agora tem ciúmes quando os pais dão um beijinho ou quando a prima se agarra à avó! 

 - Continua a não querer dormir. Temos mesmo de a mudar de cama, que irá acontecer em +/- 2 meses. Tenha eu tempo para tratar disso!

- Gosta de comer e nesta área não dá grande trabalho!

E é isto. e muitas mais coisas que não há como descrever! É o meu amor, o nosso amor grande pequenino. 2 aninhos de muito amor!